Engrenagem (Poesia)

Busco mostrar que a engrenagem está errada
Sistema errado, mundo errado
Quebro o contrato, não existe mais nenhum contato
Enquanto essa cidadela pega fogo, humano sádico ri.

Fica satisfeito com o futebol de domingo na tela
E o entretenimento que manipula sua conduta
A sua luta será em vão se você não acordar
Correr atrás do que quer, a Matrix continua funcionando enquanto nós dormimos.

Noite obscura, de quem é a culpa?
Será que não existe a cura ou eles não querem revelar a cura?
É de se pensar meu truta, então corra
As mortes por doença interessam a máfia de medicamentos e não fazemos nenhum questionamento.

A engrenagem nunca para, nunca quebra
Aliás, ela só finge que está enferrujada
Fume, beba, acabe com sua vida
Meretriz sem piedade, dando dinheiro ao cafetão…

Cuidado, pois a sombra ainda está a solta
A sombra ainda ronda mas não veio a tona
Pessoas jogadas na lona, nocaute profundo
Poderia escrever a manhã toda, mas infelizmente, preciso pegar o meu rumo…

Publicado por Kaue olah Lopes

Compositor /Poeta 🦋✍🏼 ♿️22 anos 📚Jornalismo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: