Confusão (Poesia)

Não sei se quero paz ou se quero briga Não sei se quero o amor ou a solidão Irmão, sou uma confusão e é por isso que tenho tanta inspiração Transformação continua, algum dia, os espinhos vão virar rosas. Teve dias que desabei nas dores, e em outros cantei para os amores Assim é aContinuar lendo “Confusão (Poesia)”