Dupla personalidade (Poesia)

É estranho ver o passado como conhecemos Reconhecer o suor que derramamos, eu mudei há tantos anos Foda-se, ninguém quer saber, o quanto sua merda de vida vai valer? Aperta a Glock e atira, ato de coragem que nunca foi feito em vida. Maldito labirinto sem saída, preciso de salvação pra minha mente poluída CheiaContinuar lendo “Dupla personalidade (Poesia)”