Fênix (Poesia)

Eu queria entender essa merda toda, queria entender esse mal que nos rodeia Essa mania de cuidar da vida alheia, isso não te sustenta Isso não me representa, será que sinto falta da ausência? Me falta experiência mas a compreensão continua em alta… Vivemos em uma peça de teatro onde a qualquer momento máscaras podemContinuar lendo “Fênix (Poesia)”

Anos 3000 (Poesia

Atividades cerebrais, códigos binários indecifráveis Visão turva, olhando para as telas Quadros não pintados, moldura envelhecidas Cadernos e apostilas jogadas no lixo. Jovens mentes, gênios incríveis Criaram um mundo novo, mundo invertido, evasivo Sentimentalismo antigo, coisa de séculos atrás Mundo onde o egoísmo e individualismo tomou o topo da cadeia alimentar. Hoje, elas dominam, dominamContinuar lendo “Anos 3000 (Poesia”