Nova tropicália (Poesia)

Me pergunto se minha mente está alienada ou anos à frente
Não quero estar na frente da bala, vendo vidas sendo levadas pra vala
Previsão do futuro ou exagero da minha parte?
Apenas quero transformar minha angústia em arte.

Entendo essa revolta, estamos dando voltas
Nunca chegamos a lugar nenhum e é por isso que vamos ao fundo do poço.
Deram asa a cobra agora aguenta o veneno
Será loucura minha? É engraçado como vocês sempre tem razão.

Enquanto a elite ri, os porcos rolam na lama
Eles me pedem pra ter calma, ansiedade ataca
Gatilho dessa vez não trava, vão dar tiro na sua cara por nada
Pra fugir da responsam alegam que racismo foi legitima defesa, ao fim da noite confundem celular com arma…

No mais, engravatados se importam com a classe média alta
Foda-se se é a mãe de “favelado” que chora
“Bandido bom é bandido morto” coitada, nem sabe, o filho financia os caras que ela tanto odeia
Ah! Se sua hipocrisia desse cadeia…

Também acho interessante ter empatia pela facada do deputado
Legal, família fazendo campanha estilo fake news no Whatsapp
“Quem sabe assim essa merda não muda, não vira cuba”
Deus me ajuda! Mestre Moa levou 13 facadas e ouvi apenas… SILÊNCIO!

Falta informação ou inteligência?
É a porra de um erro ou negligência?
A ditadura é ficção ou história?
Esquece rápido o passado, a maioria tem essa tendência.

Humanidade caminha a passos largos para eras sombrias
Roda do pink Floyd girando ao contrario, não ouviram o som de fato
Mas “Só estão exercendo o direito da democracia”
Parei de escrever sobre amor, os dias estão contados, podem esperar pela nova tropicália…

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Publicado por Kaue olah Lopes

Compositor /Poeta 🦋✍🏼 ♿️22 anos 📚Jornalismo

%d blogueiros gostam disto: