Oculto (Poesia)

Anjos queimando, demônios cercando Manos faturando, amores mentindo Tudo em risco, amam vícios Pulp fiction, viajando no filme do Tarantino. Sonhos são diabólicos, atraso meu relógio Não é pra ser filosófico, apenas interrogatório Flores no velório, indo para o purgatório Queria uma chance, pena que não está no alcance… Aqui embaixo, cheio de buracos CaveirasContinuar lendo “Oculto (Poesia)”

Matrix (Poesia)

Fogo nas cicatrizes, rejeito ajuda dessa gente Penso diferente, me enquadro diferente Detecto nas lentes, maldade inerente Como presidente me mato no primeiro dia, dedos no gatilho. Não dá pra ser menos emocional, derramando lagrimas por culpa da crise existencial Foda-se, nunca fui essencial, pule para o plano celestial. Demônio falhando em se tornar anjo,Continuar lendo “Matrix (Poesia)”

Bird box (Poesia)

Deus, me ensine a sair desse inferno, só quero a felicidade e o dinheiro Buscando conhecimento mesmo com tormentos Nessa alquimia já não misturo sentimentos, o peso vem turbulento Contra alguém, sou alguém, aprenda a interpretar linhas pra não ser refém. Jogada de marketing, strike! Minha poesia é oculta, se esconde atrás das figuras TalvezContinuar lendo “Bird box (Poesia)”