O ilusionista (Poesia)

Rezo para que a minha alma descanse Peço para que ela não se perca naquele instante Minha poesia é livre, amor é uma palavra inventada Não me leve a sério demais, tenho convivido com alguns fantasmas… Nos perdemos nas ilusões, caímos em contradições Acreditamos nas traições, ainda sim, escrevemos canções. E quem vai me escutarContinuar lendo “O ilusionista (Poesia)”

Empatia? Só se for pra burguesia! (Poesia)

Mais uma arma, sangue na bala Assassinos usando farda, isso não passa no conto de fadas E qual o motivo pra puxar o gatilho? Novamente eles se confundiram? Estado macabro, um filme de terror nato Desviam o foco colocando a culpa no tráfico Na realidade, isso se chama despreparo. Tiro de fuzil matou mais umContinuar lendo “Empatia? Só se for pra burguesia! (Poesia)”

Asas cortadas (Verso livre)

Por que você sente tanto medo? Esse é o seu desejo? Te encontrei ontem mais cedo, estava conversando com o ego Sei que está agoniado, agitado, gritando para todos os lados Os malditos vícios te trouxeram até mim Eu posso ser o fim… Se transporte, entrego o passaporte Estadia e todo o suporte, vou curarContinuar lendo “Asas cortadas (Verso livre)”