Memórias em um relicário (Poesia)

Vejo tudo em slow, poucas coisas me causaram comoção
Dura missão, replico a canção
Diamante que não se lapidou
Na minha cabeça fez confusão.

A noite está sem lua, vamos para o próximo vagão?
Há diversas maneiras de maltratar um coração, faça logo essa pichação
Pelo menos aprendi a lição:
A batida é forte demais, não avance o sinal! Chegamos na velocidade final…

Nem ligo tanto para os estragos, quero o meu corpo intacto
Já que isso é arte, poderia me teletransportar daqui
No fundo, te idealizei demais e você acelerou demais
Sabe que eu gosto das coisas com calma, até parecia que eu não tinha alma.

Tudo era tão frio e eu estava ali só pela passagem
O carro saiu da garagem, hoje só vejo miragens.
Se sabia que nosso lance era temporário por quê dizia que te amava?
Às vezes, jogamos palavras precipitadas sem chance de serem reparadas.

Estou no topo do mundo e não tenho previsão de volta
Só me deixe curtir a brisa no alto da montanha
Questiono a minha paz e a falta que cê faz
Qualquer dia desço desse topo e entrego aquela “Bússola “ para outra pessoa.

Minha vida sempre foi um livro aberto, mas ainda mantenho alguns sentimentos em segredo
Talvez seja por isso que nunca amei ninguém
Seu pedido era uma ordem, isso sempre acabada em desordem
Não quero me sentir refém, quero fazer parte da história de alguém…

Se você soubesse o quanto era difícil de lidar com os meus demônios, talvez teria ficado
Talvez, se eu soubesse do medo que você tinha de conhecer o mundo nunca teria te julgado
Odeio rever aquelas poesias do passado
O Adão estava errado e a lilith acabou pagando caro.

São memórias guardadas num relicário, contém um ar pesado de todo nosso passado
Fui tóxico pra você, eu sei.
Ela tentando esquecer, se jogou nos braços de outro cara
Agora entendo, todos tem o direito de procurar um novo começo…

Veja também:

Terra

Se gostou do poema não se esqueça de curtir ou comentar!

🙏🥰❤️

Licença Creative Commons

O trabalho Memórias em um relicário de Kauê Olah Lopes está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição 4.0 Internacional.

Publicado por Kaue olah Lopes

Compositor /Poeta 🦋✍🏼 ♿️22 anos 📚Jornalismo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: