A bússola Pt 4

Clima frio, me sinto tão sombrio
Subindo essas escadas, viciado em encaixar palavras
Olho o passado como uma trapaça e não há nada que eu faça
Talvez possa te entregar algumas cartas, garota, qual é a nossa casa?

Nada disso muda as escolhas imaturas
Sei que fudi com a sua cabeça e você ainda me deve achar um verdadeiro canalha
Infelizmente, a máquina ainda é falha
Não adianta dar murro em ponta de faca.

Anjo sem asa, volto tarde pra casa
Sonhando com a estrada, sinto o cheiro da fumaça
A caneta me chama, sou um eterno amante da música
Me tornei minha própria vítima, a sina encontra-se no bar daquela esquina.

Meu copo, meus demônios
Nunca me oponho, com eles sempre componho
Atravessei o inferno, sou o diabo interno
Nesse jogo próspero, só quebrei a merda do espelho…

Sinto falta de viver um relacionamento sincero
Ainda falta a outra metade pra eu me sentir completo
Mundo moderno, padrões e modelos
Ambição e dinheiro, nenhum caminho é o certo…

Mergulhei no oceano e agora estou nadando
As coisas seriam diferentes se descobrisse o divino feminino naquele ano
Ter ela de volta não está nos meus planos
Só quero que saiba, as pessoas mudam.

Embarquei na minha nave, talvez um dia entendam a minha arte
Trágica comédia, agora eu entendo bem
Fiz a bússola direcionada pra te encontrar
O presente não vou poder te entregar…

Poemas anteriores:

Série “A bússola “

Publicado por Kaue olah Lopes

Compositor /Poeta 🦋✍🏼 ♿️22 anos 📚Jornalismo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: