Caminhos do destino

As minhas noites de insônia não mudam, é sempre a mesma coisa: um turbilhão de pensamentos. Um furacão de sentimentos. Eu iria adorar se conseguisse me entender melhor, e é exatamente por esse defeito que escrevo. Tenho tantas coisas na minha cabeça que fica mais organizar pensamentos em forma de texto e poesia.
Na verdade, fiquei acordado  por causa do passado. Passado esse que sempre me traz lembranças… Às vezes agradável e outra nem tanto…

Lembro da adolescência. Uma mera coincidência tecida pelo destino. É curioso como ele coloca pessoas pontuais em momentos pontuais. Se a vida é um sopro por quê relações amorosas ou de amizade também não seriam?

Acredito no efeito borboleta, e as coisas poderiam ser bem diferentes se ela não cruzasse o meu caminho. Sei lá, era pra ser assim…
Confesso que aínda não entendo alguns planos do universo, mas o que resta é aceita-los. A fase da rebeldia passou há algum tempo, e com a maturidade de hoje, não me tornei sábio mas sim, um conformado.

Não tem como escapar do destino. Muito menos dos erros e pecados.
Só posso te dizer obrigado! Por me ensinar que em tempos de escassez, o amor precisa ser cultivado.

Texto originalmente publicado na Revista subjetiva

Publicado por Kaue olah Lopes

Compositor /Poeta 🦋✍🏼 ♿️22 anos 📚Jornalismo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: