O remetente

A carta de amor sem destinatário…

Sempre busco entender as possibilidades ao meu redor. Se quem está lá realmente vai estender a mão quando o meu teto de vidro desabar.
Tenho a tendência de desacreditar das pessoas até que elas me provém que são leais. Já quebrei a cara algumas vezes e talvez isso explique o meu jeito….

Não é nada pessoal, entende? Só não quero correr o risco de confiar nas pessoas erradas!
E além disso, escondo muito bem os meus sentimentos. O verdadeiro eu se esconde dentro de uma casca. (Não é coincidência que o caranguejo represente o signo de câncer)
Acho que criei um “alter ego”  dentro de mim ao longo dos anos. Pois assim, ficaria mais fácil escrever sobre o amor. e eu também não queria lidar com os sentimentos diretamente… Quase todos os poetas tem seus pseudônimos. Por quê eu seria diferente?
É como uma carta sem remetente e destinatário…

E o que foi enviado? talvez você nunca saiba!  Guardo esse segredo as sete chaves. E dependendo do andar da carruagem, levo para o meu túmulo.
Estou sem paciência pra fazer uma declaração pública. Não por medo da recusa. Só não faz o meu estilo…
Acho um saco essas declarações melosas que aparecem no feed do Instagram. Pra que tudo isso? É só por conta dos likes?
Amor nunca foi like ou hype pra mim. Tudo que tenho para falar com a pessoa, falo cara a cara ou mando uma mensagem no privado. Sou mais reservado. Sem essa de postagem pública…

Sei lá… Esse mundo tá tão vazio ultimamente. Sem um brilho no olhar…
A única coisa que me resgata desse precipício é imaginar as estrelas e o luar.
Ainda tenho um fascínio, uma chama que me atrai pra tudo isso.
Se é uma loucura acreditar em alma gêmea no século XXI? me chame de louco então!
A única coisa que pode nos trazer um pouco de paz em meio ao apocalipse é justamente o amor! Mesmo que ele tenha suas barreiras, complicações e desafios.

Talvez ele não chegue em um dia frio de inverno como eu imagino. Talvez ele venha de uma forma completamente diferente e tá tudo bem… A minha porta nunca ficará fechada. Mesmo que esteja frio e seja quase julho.

Originalmente postado no Medium

Outras redes:

Publicado por Kaue olah Lopes

Compositor /Poeta 🦋✍🏼 ♿️22 anos 📚Jornalismo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: