Prazer, solidão

Noites frias, essa é a minha teimosia

Mente vazia, oportunidade demoníaca

Garota, eu sei que não era isso o que você queria

Corações quebrados, sonhos envenenados

O amor sempre foi um amigo imaginário…

 

Tenho tentado sair desse estado

Tenho tentado sorrir mesmo sendo culpado

Alguns remédios tem me enfeitiçado

As luzes da cidade chamam o pecado

E meus olhos continuam pesados.

 

Se afaste de mim porque não quero ser seu fardo!

Ou o próximo cara que não vai te dar espaço.

Conheço os caminhos desse destino traçado

Demônios brincaram com o meu passado

Mas ela não precisa ajudar um moleque machucado..

 

Sim, tenho medo de morrer sozinho

Sim, tenho medo do meu corpo estar corrompido

Sim, tenho medo do fracasso entrar na minha vida de imediato

Sim, tenho medo desses jovens levantado copos com o celular na mão

Sim, tenho medo dessa geração e sua programação

Sem ambição, like não é uma competição!

Paguei um preço muito alto pela solução…

 

Sem aliança na mão! Essa é a minha perdição

Carregando mais uma fodida frustração!

O tempo tá passando e tô ficando sem opção!

Mais uma semana sem você. Eu me sinto amaldiçoado!

Sempre minto quando digo que não ligo pras questões do coração.

 

É engraçado… O casamento dos meus pais foi um sucesso

Os tempos mudaram e acho que não vou conseguir essa realização

De match em match, com um cardápio na mão

Prazer, solidão…

 

Publicado por Kaue olah Lopes

Compositor /Poeta 🦋✍🏼 ♿️22 anos 📚Jornalismo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: