Prazer, solidão

Noites frias, essa é a minha teimosia Mente vazia, oportunidade demoníaca Garota, eu sei que não era isso o que você queria Corações quebrados, sonhos envenenados O amor sempre foi um amigo imaginário…   Tenho tentado sair desse estado Tenho tentado sorrir mesmo sendo culpado Alguns remédios tem me enfeitiçado As luzes da cidade chamamContinuar lendo “Prazer, solidão”

Morto por dentro

Todas as noites estou caindo e perdendo a noção do tempo. É como se a minha alma não estivesse mais presente… Ou talvez ela só tenha perdido o brilho de antigamente.Peço perdão ao menino sonhador que sempre olhava as coisas com inocência e esperança. Eu sei que ele queria mudar o mundo a sua voltaContinuar lendo “Morto por dentro”

Outra carta para o bom velhinho

E toda a nostalgia de um natal feliz… As coisas por aqui parecem frias e sem sentido. Estou me cansando das mesmas cortinas sujas, da janela fechada pela manhã, do mesmo gosto de café amargo que incomoda o meu estômago toda vez que me atrevo a toma-lo.Minha rotina é um céu nublado e sem cor!Continuar lendo “Outra carta para o bom velhinho”