Prazer, solidão

Noites frias, essa é a minha teimosia Mente vazia, oportunidade demoníaca Garota, eu sei que não era isso o que você queria Corações quebrados, sonhos envenenados O amor sempre foi um amigo imaginário…   Tenho tentado sair desse estado Tenho tentado sorrir mesmo sendo culpado Alguns remédios tem me enfeitiçado As luzes da cidade chamamContinuar lendo “Prazer, solidão”

Homem na lua (Poesia)

Alguns anos na terra e minha mente segue em alertaCom esse jogo de aparências,Com esse jogo de conveniênciaHumanos fazem de tudo para garantir a sobrevivência. Me jogue no meio da avenidaNão vou seguir mais a sua pistaCansado de ser isca,Montei armadilhaMinha versão definitivaNão vou ser tratado como vítima! Eles dizem que falta consistência no poemaMasContinuar lendo “Homem na lua (Poesia)”

Éden (Poesia)

Entre a chegada e a partida,Entre a ira e a calmariaEntre lágrimas e sorrisosEntre a verdade e meus sonhosA insônia me incomoda em qualquer cômodo. Não me vejo tão jovem, os anjos sempre fogemDemônios nunca dormem, eles me trouxeram pra longe.Vivo numa realidade distante, minha mente é um turbilhão constanteE sem chance de você lapidarContinuar lendo “Éden (Poesia)”