Chamados (Poesia)

Falamos sobre perdão, não deixe a sensação escapar Diversas trilhas, várias rimas Já estive com a alma indecisa, quantas parcelas de dívida? Páginas do passado voltando ao presente, chega de ser decadente. Apareci com um olhar diferente, enxergo através dessas paredes Estou numa crescente, fiz um pedido pra estrela cadente Alguma luz se ascende eContinuar lendo “Chamados (Poesia)”

Canceriano (Poesia)

Conflitos internos, caminhando pelo escuro Enfrentando o inferno a cada verso, é assim que me regenero Nada passa ileso, tudo tem seu peso Foque no centro, foque no que é sincero. Não sinto falta dela mas estou sozinho Consumido, cheio de vazio, cheio do vazio. Os horizontes vão se abrir? A galera vai sorrir? CampoContinuar lendo “Canceriano (Poesia)”