O remetente

A carta de amor sem destinatário… Sempre busco entender as possibilidades ao meu redor. Se quem está lá realmente vai estender a mão quando o meu teto de vidro desabar.Tenho a tendência de desacreditar das pessoas até que elas me provém que são leais. Já quebrei a cara algumas vezes e talvez isso explique oContinuar lendo “O remetente”

Querido diário

Estou sem rumo e sem você… Costumo acreditar que tem um motivo para as coisas serem assim. Afinal quem sou eu pra questionar as linhas do destino?Eu não sou ninguém e você também não é! Somos só uma pequena fagulha, nessa coisa que chamamos de universo. Somos minúsculos e Efêmeros como todos os sentimentos. SomosContinuar lendo “Querido diário”

Sem rumo

A ascensão e a queda… Meu peito parece um navio que afundou cedo demais. Os sentimentos nunca foram localizados, assim como Atlântida. E talvez, eles estejam sem rumo. Assim como o meu corpo…Ontem, durante uma discussão banal, te falei coisas pesadas apenas para elevar o ego. Tomei uma atitude burra, infantil e insegura.O que estouContinuar lendo “Sem rumo”