Cartas não escritas

Linhas se confundem no meu codinomeEstou tão longe, não espero que ela se importeMinha vida e minha morte são a mesma coisaPeças de um quebra cabeça, não peguei a melhor ondaNunca dei corda pra algumas coisasOs sentimentos são só seus, ninguém tem a obrigação de te fazer felizTudo por um tris, rabisquei com o meuContinuar lendo “Cartas não escritas”

Raiva de Meliodas

Recuperando forças, chorando essas horas é mó paia Distante do quadro, estado terminal no quarto Não quero ser repetitivo e chato, ver minha mãe morrendo também me matou um pouco Muitas horas sem sono, graças a Deus hoje eu durmo Poeta no lodo, os sorrisos que dei foram falsos Por dentro calado, com o diaboContinuar lendo “Raiva de Meliodas”

Vozes do autor (Verso livre)

Meia noite, reflexo da lua na calçada Durmo tarde, muitos planos para a criatividade Mantenho minha identidade, poesia sem prazo de validade. Achei que fosse fácil te encontrar por aí Percebi que o tempo tem a sua própria vaidade Já deixo a mensagem, faço essa em sua homenagem Embarco em viagens, sonho com mensagens MinhaContinuar lendo “Vozes do autor (Verso livre)”