Homem na lua (Poesia)

Alguns anos na terra e minha mente segue em alerta
Com esse jogo de aparências,
Com esse jogo de conveniência
Humanos fazem de tudo para garantir a sobrevivência.

Me jogue no meio da avenida
Não vou seguir mais a sua pista
Cansado de ser isca,
Montei armadilha
Minha versão definitiva
Não vou ser tratado como vítima!

Eles dizem que falta consistência no poema
Mas só estou aqui pela experiência
E quem sabe, tirar algo positivo olhando pra essa vista
Lobo solitário não é a sina
Quero ser feliz quando chegar aos 30…

Eu mudei muito depois daquele dia
Apesar dos problemas, a gente ainda se divertia
Gostaria de ter tido seus conselhos na adolescência
Confesso que ainda me falta experiência
E sei que posso não cumprir o currículo de exigência.

Já tive chance de amar alguém
Mas preferi ficar sem ninguém
Escapei de ser o meu próprio refém.
Às vezes penso que amar é um teatro
Que existem mais mentiras do que fatos
Por isso sumi sem deixar rastros.

Eu era uma criança que queria o seu próprio espaço
Sempre vi o mundo de cabeça pra baixo
Nunca fui da rua
Meu lugar é na lua!
E as cartas que você deixou…
Acabei lendo ao contrário.

Outras redes :

Publicado por Kaue olah Lopes

Compositor /Poeta 🦋✍🏼 ♿️22 anos 📚Jornalismo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: