Andarilho (Poesia)

De tempos em tempos, o coração se torna o lugar preferido da casa
E meu quarto se torna um amigo confidente
Logo, perdi contato com a terra
Fui em busca de novos planetas, fui em busca de mim mesmo…

A mente se mantém sã, existem milhares de possibilidades nesse espaço catalisador
Espero não encontrar a dor, já sofri muito por amor.
Lembro dos momentos em que retrocedemos e mesmo assim
Não entendemos o valor do tempo.

Amanhã acordo cedo, me aproximo e chego mais perto
A bússola parece estar com defeito
Eu pareço estar perdido dentro desse abismo
Por favor, volte pra terra antes que seja tarde.

Lá dentro, peito arde, síndrome do covarde
Sei que posso ser melhor, estou acostumado a alimentar o pior.
Sou pesado como Condor, por isso as linhas saem com louvor
Chame algum doutor e trate o rancor…

Ambicioso pra quem nunca sonhou, no caos se transformou
De agonia transbordou, metas procrastinou
Sem destino encaminhado, homem andarilho segue sozinho
Observando o contorno da noite amarga…

Publicado por Kaue olah Lopes

Compositor /Poeta 🦋✍🏼 ♿️22 anos 📚Jornalismo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: